Uma luz…

Disse, uma vez, o Poeta português:

“que é a imprensa portuguesa?
Então é esta merda que temos
que beber com os olhos?
Filhos da puta! Não, que nem
há puta que os parisse.”

E, hoje ainda, a elegia pode ser aplicada à brasileira. Mas “onde mora o perigo, cresce também a salvação”, como nas palavras de Hölderlin. Finalmente um artigo decente comentando o aborto! E, porque decente, só podia terminar assim:

“Alguém, a esta altura, perguntará: “Afinal, você é contra ou a favor da descriminalização do aborto?”. Não sou nem a favor nem contra. Muito pelo contrário. Mas muito mesmo.”

(O artigo em questão foi veiculado na Folha de São Paulo, na coluna de Contardo Calligaris na Ilustrada de quinta feira, 21 de outubro de 2010.)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: