Existencialismos…

“A angústia de sua liberdade conduz o sujeito a procurar-se nas coisas, o que é uma maneira de fugir de si mesmo; […]”

(Beauvoir, S.; O Segundo Sexo.)

Anúncios
2 comentários
  1. Primrose disse:

    Neste trecho a Simone de B. está se referindo a relação instrumental entre os seres ou a ‘deixar-se levar’ pelo Impessoal?
    ou não é nenhuma das duas coisas?

  2. Igor disse:

    Um pouco dos dois. Ela tá falando – e assim, tirado de contexto, não é tão evidente – da inautenticidade, essa tentação de fugirmos de nós mesmos. Esse que você chamou de “impessoal”, que é até o que o heidegger usa, pode ser várias coisas pra ela, citando outra parte do texto, que vem logo depois dessa do post:

    “Os primitivos alienam-se no mana, no totem; os civilizados em sua alma individual, em seu eu, em seu nome, em sua propriedade, em sua obra: é a primeira tentação para inautenticidade.”

    É um alguma coisa que não é o ser, mas que também tem algo a ver com ele, por isso a fuga é tentadora.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: