Da Pequenez


Normalmente, fotos iriam para o Flickr. O caso é que estas são velhas, achei-as revendo a pasta da roadtrip pela Argentina. Escolhi algumas que expressam um sentimento de pequenez monstruoso frente ao enorme mundo indiferente. São belas porque, como disse Rilke:


“Pois que é o Belo
senão o grau do terrível que ainda suportamos
e que admiramos porque, impassível, desdenha
destruir-nos?”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: